Por Bem Viver - Graziela Guisolfi em 22/03/2016 - 11:32
Desistir ou Concluir

Dicas para substituir estresse por bem-estar




Às vezes não é levado tão a sério como gostaria?

Não conseguiu aquela promoção ou indicação que estava esperando?

É comum você sentir-se cansado, sem energia?

Palavras como “talvez”, “quase”, “um dia desses” estão no seu vocabulário com frequência?

Atenção!

Existem pessoas que desistem das coisas, e as que concluem. Como você é?

Você já começou a ler alguns livros que nunca terminou?

“Favorita” sites pra ler “um dia desses”?

Desistiu daquele curso de Inglês ou de música?

Você costuma cumprir ou perder prazos?

Implantou projetos incríveis na empresa e agora não está conseguindo dar continuidade a eles?

Aposto como você tem o hábito de abrir a porta do armário e esquece-la aberta. Acertei?

Sentiu em você alguma semelhança com o comportamento descrito acima?

Sabe o que acontece com você quando não chega ao fim de algo que começou?

Seu cérebro libera hormônios que geram estresse e angustia.

Além de consumir enormes quantidades de energia física e emocional.

Palavras como “talvez”, “quase”, “um dia desses” evidenciam uma fuga de comprometimento.

Eu sei que você tem razões incontestáveis para ter desistido ou para ainda não ter concluído tudo o que está em aberto. A gente sempre tem.

A questão é: o quanto você quer parar de sentir estresse e ter resultados maravilhosos? Será que é hora de encarar a verdade e fazer algumas mudanças positivas?

Só a partir do momento em que conseguir ser sincero consigo mesmo e admitir que está adotando o comportamento dos que desistem ao invés dos que concluem, será possível virar este jogo.

Afinal, este comportamento custa muito mais do que a demanda de energia física e mental.

Ou a angustia e o estresse que isso causa.

Essa falta de comprometimento custa o seu SUCESSO e a sua FELICIDADE.

Quando não conseguimos manter os compromissos, além de decepcionar a nós mesmos e as pessoas ao nosso redor, perdemos a credibilidade.

Afinal, você confiaria um projeto ou um cargo importante a alguém que não entrega resultados, nem cumpre prazos?

Por outro lado, toda vez que conclui-se uma tarefa, o cérebro libera uma pequena quantidade de endorfina, causando sensação de bem-estar e satisfação.

Bem melhor, concorda?

A maneira mais fácil de ser uma pessoa que conclui as coisas, é... concluindo.

    Você passa a:
  • ganhar credibilidade
  • ser levado a sério
  • ser reconhecido
  • trazer resultados
  • dar orgulho a si mesmo
  • experimentar o sabor da vitória
  • ter energia de sobra pra gastar com o que te faz bem.

Disposto a concluir o que só começou? Então, vamos à ação?

1º - converse com pessoas bem próximas a você e observe suas atitudes com atenção. Aproveite e faça uma lista das coisas que mais te consomem tempo e energia só de pensar nelas. Aquelas que ficam frequentemente voltando em sua lembrança que precisam ser concluídas. Pronto?

2º - não se julgue, nem se culpe. Saiba que Não importa o que houve no passado, sempre é tempo de renovar-se e fazermos isso a todo instante. Também não vale se criticar. O melhor agora é humildemente aceitar-se para começar a implementar as mudanças.

3º - Procure manter o foco. Reconheça que você é capaz de conseguir. Comprometa-se a alcançar esse objetivo.

4º - agora é uma questão de hábito. Escolha, dos itens da sua lista, alguma coisa simples, leve-se a sério, comprometa-se e, e vá até o final.

Quando conseguir concluir as tarefas que empreende repetidas vezes, você acaba adquirindo esse hábito. Quando ele se sedimentar, você passará a criar o sentimento de vitória e então, sua vida começará a melhorar de uma maneira que hoje você nem é capaz de imaginar.

Decida ser alguém que conclui o que começa e que desistir não seja sequer uma opção.

Dê adeus ao estresse e receba o bem-estar em sua vida. Colha excelentes resultados.








Deixe seu comentário




Veja Também

Mais Lidas
Enquete
 Documento sem título


(66) 9604-6757
contato@conexaosorriso.com.br